03 dezembro 2009

Bla Bla Bla...

É muito interesante e um tanto engraçado o quanto os problemas e situações estilo "o mundo vai acabar" são diferentes em cada profissão.
Cursando duas faculdades eu pude perceber isso de forma bem acentuada, por exemplo quando um prazo para entregar um recusro no tribunal expirou e os advogados do escritório enlouqueceram, ligando para o setor de distribuição, para o Juíz, para os diretores de secretaria, tentando de qualquer forma que ainda fosse aceito, porque eles estavam a ponto de perder um milhão de reais.
No mesmo dia, na produção para um editorial de uma grande revista de moda, a auxiliar esqueceu de pegar um dos vestidos que seriam fotografados, e atrasou toda a equipe porque teve que ir pegar o tal vestido na Oscar Freire.
Como dizem: tempo é dinheiro.
Mas será que é sempre só o dinheiro que está em jogo?
O mundo pode se acabar porque um sapato do desfile quebrou e a modelo vai entrar como? descalça? Com outro par? Vai ficar tudo diferenteee! Caos e desespero... assim como o mundo pode desabar se uma petição foi enviada cheia de vícios por um estagiário que não tinha experiência e seu chefe não revisou nada. Perda de tempo, o processo vai ficar ainda mais lento. E é um pedido de liminar!

Existem empregos, dignidade, educação, e muito mais na reta.
Não é só o dinheiro que importa. Além de que, a grande maioria das pessoas tem uma mania besta de julgar os outros.
"Ahhh, então quer dizer que esse estresse todo é só por causa de um sapato?"
Dá vontade de voar em cima!
Na medida de suas proporções e do mundo o qual todas as circunstâncias estão contextualizadas, toda profissão tem suas dificuldades e o mundo pode acabar sim por conta de um sapato.
Que nunca é qualquer sapato né meu bem!

É interessante que haja um respeito mútuo, principalmente quem trabalha com moda, que sofre desde sempre preconceito e não é muito levado a sério.
Claro que, hoje em dia, as coisas já mudaram bastante,
mas ainda sim eu vejo aqui e acolá frases como aquela lá de cima,
ou simplesmente um deboche, como se o que fazemos não fosse extremamente importante para a economia mundial.

Sim, nós somos essenciais para a movimentação de capital, para a distribuição de informação, para a criação, para a arte, para os negócios, para o entretenimento, a integração de profissionais, desenvolvimento de novas idéias e execução destas, além de tantas outras coisas.

Advogados, engenheiros, arquitetos, médicos, etc, bombem lindos com seus problemas! Boa sorte, contem conosco e deixem nossos sapatos em paz!

3 comentários:

.clara dourado. disse...

"Sim, nós somos essenciais para a movimentação de capital, para a distribuição de informação, para a criação, para a arte, para os negócios, para o entretenimento, a integração de profissionais, desenvolvimento de novas idéias e execução destas, além de tantas outras coisas".

ADOREI. Aliás, esses textos do "Blábláblá" são algo que eu super curto no teu blog. Beijos Bia!

Anônimo disse...

Olá Bia! Estou conhecendo seu blog agora e não pude deixar de comentar lendo esse post. Simplesmente P E R F E I T O !!!!
Aliás, acho que irei até altas horas da noite de hj para ver cada um dos seus post!! Conteúdo super inteligente, atual, simples, sem vício ou "modinhas". E o melhor: você é de Fortaleza! Vi porque acompanho o blog "Coisas que me distraem" além de outros, que até o momento só eram de fora da cidade.
PARABÉNS pelo blog e já sou sua seguidora! E também já está adicionado nos meus Favoritos.
Muitos sucessos para você! Sempre! Você é Linda! Parece uma Boneca!
P.S. Desculpa o tamanho do post... É q me empolguei!
Abraços!
Rafaella Alvarenga

Silvia Façanha disse...

Adorei a nova logo, ficou muiiito linda.
E o post ficou muito bom, texto maravilhoso.